Programa Novos Caminhos impulsionará a educação profissional e tecnológica

por Virginia publicado 12/03/2020 18h15, última modificação 13/03/2020 08h24
A partir de agora será realizado o levantamento de demandas de cada município para posterior pactuação do programa

Gestores, servidores do Campus Boa Vista (CBV) e representantes das secretarias de educação de municípios do entorno de Boa Vista participaram, na tarde desta terça-feira, 10, da apresentação do programa do governo federal Novos Caminhos. Ela foi realizada pelo representante da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC) Samuel Aragão.

De acordo com Aragão, o programa  visa atender à demanda da Lei Federal 13.415/2017, que instituiu o novo currículo do ensino médio, dividindo-o  em cinco eixos temáticos. Um deles, o quinto, determina que os alunos da rede pública de todo o País tenham acesso ao ensino técnico, ou seja, à formação técnica dentro do ensino médio. “A partir dessa lei, o governo teve que se preparar para atender a essa demanda e o Novos Caminhos vem com essa proposta de impulsionar o ensino técnico. Como a expertise dos institutos federais está relacionada ao ensino técnico, a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Rede EPT) ficou responsável por fazer essa coordenação nacional da implementação do programa. O governo já definiu o orçamento e ficamos incumbidos de fazer parcerias com o Sistema S, universidades privadas, os estados e os municípios, com a finalidade de fomentar o ensino técnico em todo o País. Estamos no período de pré-pactuação e, em junho, teremos a pactuação, com a perspectiva da oferta de 40 mil vagas. O momento agora é de divulgar o programa, não só para a Rede como também para as demais instituições, e de levantar as demandas dos municípios”, explicou o técnico.

O programa – Instituído pelo governo federal em 2019, o Novos Caminhos representa um conjunto de ações para o fortalecimento da política de educação profissional e tecnológica, em apoio às redes e às instituições de ensino, no planejamento da oferta de cursos alinhada às demandas do setor produtivo e na incorporação das transformações produzidas pelos processos de inovação tecnológica.

O programa visa ainda contribuir para o alcance da meta definida no Plano Plurianual 2020-2023, que é elevar em 80% o total de matrículas em cursos técnicos e de qualificação profissional, alcançando 3,4 milhões de matrículas até 2023. Essa ampliação contribuirá para a inserção socioprodutiva de milhões jovens e trabalhadores e também para a alavancagem da produtividade e da competitividade de diversos setores da economia.

Para alcançar os objetivos do programa, as ações que constituem o Novos Caminhos serão implementadas a partir de três eixos de atuação: Eixo 1: Gestão e Resultados; Eixo 2: Articulação e Fortalecimento; e Eixo 3: Inovar para Crescer.

Para a reitora do IFRR, professora Sandra Mara Botelho, a divulgação do programa pela equipe da Setec vem ao encontro da missão do IFRR, no que se refere à oferta de cursos, observando  os arranjos produtivos locais, sociais e culturais de cada localidade de Roraima. “A parceria com os municípios será uma via de mão dupla, na medida em que as solicitações de cursos ao IFRR atenderão às necessidades identificadas pelas instituições demandantes”, disse.

Segundo a diretora-geral do CBV, professora Joseane Cortez, o Programa Novos Caminhos representa mais uma forma para que a instituição possa ampliar as oportunidades de acesso ao ensino profissional. “Esse programa apresenta uma proposta interessante de inserção formativa da instituição, em particular do CBV. Atender aos municípios levando uma formação de qualidade que venha ao encontro das expectativas de cada município será a principal missão”, frisou.

Após a reunião, Aragão fez um tour pelo campus para conhecer as instalações da unidade, além de conversar com os servidores sobre as expectativas em relação ao programa.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista com informações do site:
12/3/20