Indígenas da região de São Marcos são certificados

por Virginia publicado 19/12/2018 17h10, última modificação 24/12/2018 11h51
Foram certificados 16 formandos dos cursos Técnico em Agente Comunitário de Saúde (ACS) e Técnico em Agronegócio

O Campus Avançado Bonfim do Instituto Federal de Roraima (CAB-IFRR) realizou, nesta terça-feira, 18, na Comunidade Campo Alegre, região da Terra Indígena de São Marcos, a última solenidade de formatura do ano.

Foram certificados 16 formandos dos cursos Técnico em Agente Comunitário de Saúde (ACS) e Técnico em Agronegócio subsequentes ao ensino médio e na modalidade de Educação a Distância (EAD).

Ambos os cursos foram ofertados na região para atender a uma demanda oriunda da própria comunidade, carente de profissionais qualificados nas áreas de saúde e agronegócio para prestarem assistência básica aos moradores em geral e aos pequenos produtores rurais, tendo em vista o desenvolvimento local.

O patrono das duas turmas de formandos, professor Ademar de Araújo Filho e ex-reitor do IFRR, fez um resgate histórico sobre as negociações para a oferta do curso, ocorridas ainda em sua gestão. “Quando vislumbramos a possibilidade de ofertar esses cursos, não hesitamos e logo procuramos os líderes para apresentar a proposta, pois tínhamos a certeza da importância dos cursos para os moradores da região. Essa formação irá contribuir para a melhoria da qualidade de vida das comunidades e também para o desenvolvimento da região. Destacamos a presença do IF como disseminador de conhecimentos e promotor de mudanças de vidas”, destacou.

A formanda de ACS Saila de Lima Leal agradeceu os ensinamentos recebidos. “Desde o início, fomos educados para sermos guerreiros esforçados, capazes de enfrentar qualquer desafio. Assim, quero agradecer aos meus colegas a compreensão, e aos mestres a contribuição para nosso crescimento. Prometemos honrar seus ensinamentos e dar o nosso melhor a cada dia”, disse.

Comunidades – Os alunos certificados são oriundos de algumas comunidades que compõem a região da Terra Indígena São Marcos: Campo Alegre, Vista Alegre, Darôra, Vista Nova, Milho, Lago Grande, Ilha, Mauixi, Três Irmãos e Aakan. Diante da abrangência, a formação ofertada beneficiará cerca de 8 mil índios das etnias macuxi, taurepang e wapichana.

O tuxaua de Campo Alegre, senhor Alquino Pereira, prestigiou a solenidade e reforçou a importância da parceria com o IFRR por meio do CAB. Ele também disse que a comunidade se sente honrada em receber a equipe do IFRR e que se coloca à disposição para conversar sobre futuras parcerias. A intenção dele é que mais indígenas sejam capacitados.

Para a reitora do IFRR, professora Sandra Mara de Paula Dias Botelho, no ano em que a instituição comemora 25 anos, o maior presente é formar pessoas. “O Instituto Federal sente-se honrado em certificar mais esses profissionais que, com toda a certeza, farão a diferença nas comunidades onde vivem”, ressaltou.

O professor da Comunidade Campo Alegre Marcílio Curicaca Leal foi um dos apoiadores do IFRR durante a realização do curso. Escolhido como paraninfo das turmas formandas, ele fala com enorme satisfação sobre a conquista dos alunos. “Nestes momentos de formatura, nós, professores, somos meros coadjuvantes. Professores, assistentes e todo o pessoal de apoio, todos colaboramos com o aprendizado de vocês, mas agora, após todas as etapas cumpridas, vocês passam a ser os atores principais. Sempre digo aos meus alunos: ‘Não importa o que vocês queiram ser. Sejam os melhores, pois só assim deixarão sua marca, seu legado, que será motivo de prazer e sensação de dever cumprido’”, enfatizou.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
19/12/18
« Março 2019 »
month-3
Se Te Qu Qu Se Sa Do
25 26 27 28 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31